O primeiro “eu te amo”

Quando voltei para o quarto Rômulo parecia estar bem a vontade sentado em minha cama. Sorri ao lembrar da primeira vez em que ele esteve em meu quarto.
– o que foi? – Rômulo perguntou sem entender o porquê do meu sorriso.
– nada – balancei a cabeça negativamente.
Sentei-me por entre suas pernas e deitei minhas costas sobre o seu peito.
Ali era o único lugar que eu desejava estar.
Os últimos meses se resumiam a isso: nós, mas ainda nós não éramos nós, éramos eu e ele curtindo aquele momento.
Ficamos em silêncio enquanto ele acariciava delicadamente meus braços que descansavam sobre o seu corpo. Eu adorava o fato de ficarmos em silêncio curtindo um ao outro, sem nos sentirmos pressionados a conversar.
Decidi interromper o carinho para segurar suas mãos, elas eram grandes e eu adorava compará-las as minhas. Senti que suas mãos estavam geladas e suadas. Estranhei, pois suas mãos sempre estavam quentes.
– você ta bem? – perguntei preocupada.
– tô – ele respondeu rapidamente.
O tom de sua voz não havia me convencido.
Entrelacei nossos dedos e segurei suas mãos com força.
– suas mãos não param de suar, você tem certeza que ta bem? – o questionei novamente.
– é que eu quero te falar uma coisa… – ele hesitou.
Mil coisas passaram em minha mente em menos de 10 segundos e uma delas era: “Eu não quero mais”.
Agora eu estava suando frio, senti que meu coração iria sair pela boca a qualquer momento.
Respirei fundo e decidi encorajá-lo a falar de uma vez.
– pode falar.
Fechei meus olhos e os apertei esperando ouvir da sua boca o que eu tanto temia.
Foram os 5 segundos mais longos da minha vida.
– eu te amo – ele disse, sua voz era firme.
Meus olhos agora estavam arregalados, eu não sabia o que dizer. Eu tenho que retribuir o eu te amo? Eu ainda não estou pronta! Mas eu…
Sem pensar me virei para ele e lhe roubei um beijo, dois ou três…
Tive vontade de dizer que o amava, mas toda vez que eu pensava em interromper o beijo e dizer o que eu sentia, eu simplesmente continuava a beijá-lo. Não era tão simples como nos filmes de romance.
E agora?

Comenta aqui, miga!

Para assistir: The Duff

A jovem Bianca descobre que foi escolhida pelas amigas de colégio como uma D.U.F.F., uma amiga feia para que elas se pareçam ainda mais bonitas quando comparadas. Revoltada, Bianca pede a um atleta popular da escola para ajudá-la a melhorar seu visual.

Hello girls! Eu assisti esse filme já faz um tempinho, mas passeando pela Netflix da vida vi ele e resolvi recomendar pra vocês.

No filme, Bianca tem duas amigas lindas e desejadas pelos garotos de sua escola, mas o que ela nunca percebeu é que as pessoas a usavam pra se aproximarem das suas duas amigas. Até que o seu vizinho disse que ela era uma DUFF: designated ugly fat friend, que significa amiga designada para ser feia e gorda.

É um filme bobo, com todo o drama de um adolescente, mas que passa uma mensagem muito importante. Esse é um daqueles filmes que eu assisto sem expectativa nenhuma e acabo me surpreendendo. E sim, eu assisti mais de uma vez!

Vou deixar o trailer procês assistirem 

Comenta aqui, miga!

10 motivos para você aceitar a solteirice

All the single ladies, como já cantava Queen B!

Bom, se você é solteira e leva isso numa boa: Parabéns! Mas eu aposto que você tem aquela amiga que terminou o relacionamento recentemente e acha que a fila nunca mais vai andar, né?! Ela está redondamente enganada, mas esse não é o maior problema de uma recém-solteira, além de achar que nunca mais vai encontrar seu príncipe encantado (não que o ex fosse um príncipe, né gente), ela começa a se sentir indesejável aos olhos de outros homens e isso não é nadinha saudável.

Então pra tentar ajudar você ou a sua amiga recém-solteira, preparei 10 motivos pelos quais vocês vão começar a olhar a solteirice com outros olhos.

1. A cama? É SÓ SUA!

Claro que se você quiser convidar alguém para dividir ela, você pode. Mas essa escolha é exclusivamente sua!

2. A palavra SOGRA não existirá no seu dicionário!

Tudo bem, nem toda sogra é ruim, MAS…

3. O controle da TV é todo seu.

Jogo de futebol? Oi? Você nem saberá o que isso significa! Hahah.

4. Sair mais com as amigas.

Sim, você poderá ver com mais frequência suas amigas e se divertir com elas.

5. Flertar com quem quiser!

Isso inclui curtir as fotos dos diversos crushs que a gente sabe que você tem! hahhahahah!

6. Tempo para cuidar mais de você!

Você terá tempo suficiente pra cuidar de você mesma, sabe aquele dinheiro que você sempre gastava mimando ele? Então, invista em você.

7. Não dar satisfação para ninguém.

A vida é sua, certo? Nada mais justo que você fazer o que quer, quando quer e com quem você quiser e melhor ainda: SEM DAR SATISFAÇÕES! Hahah.

8. Escolher o sabor da pizza.

Vai, pode falar, seu ex sempre fazia você pedir um sabor que você odiava!

9. Perfil de casal nas redes sociais.

Solteira você não correrá o risco de ter um perfil em conjunto nas redes sociais, porque cá entre nós, é brega demais né?!

10. Sem expectativas, sem decepções!

Se você não cria expectativas, não há como você se decepcionar e isso é uma das melhores coisas de ser solteira. E sim, você pode se se sentir realizada sem ter um boy! Assim como a Blair Waldorf disse ali no gif, que aliás é o segundo gif dela no mesmo post. Extremamente apaixonada por ela! Haha.

Ah! Uma das expectativas que você vai ter é de chegar em casa depois do trabalho, tomar um banho, colocar seu pijama velho e se agarrar a um pote de nutella. Tem como você se frustrar com essa expectativa? Eu acho que não hein! 😉

Até a próxima meninas!

Comenta aqui, miga!