Amar não é doença

 

Eu sou a favor do amor.

Quando se trata de amor não existe sexo ou um padrão, é só amor. É algo simples, é um sentimento puro e verdadeiro, apenas.

Amar uma pessoa do mesmo sexo não deveria ser considerado errado ou até mesmo uma doença, deveria ser visto como realmente é: amor. E o amor é lindo, certo? Independente do fato de ser entre duas mulheres, dois homens ou não, pois continua sendo amor ou existe outro nome pra isso?

Não. O nome disso é amor.

O mundo vem evoluindo tanto nos últimos anos, mas há ainda quem discrimine a união entre duas pessoas do mesmo sexo, cá entre nós, muda alguma coisa não aceitar? “Mas Sté, parece que virou modinha ser gay” hoje em dia realmente existem mais gays, mas, porque eles se sentem a vontade de sair do armário, pois a aceitação de seus familiares e amigos é muito melhor do que antigamente.

Se você que está lendo esse texto é homofóbico, sinta-se a vontade para se retirar e nunca mais voltar aqui, pois eu levanto a bandeira LGBT com muito orgulho e vou à luta ao lado dessas pessoas que querem apenas a igualdade e não regalias como muitos dizem.

Aqui deixo um beijo enorme à minha mãe que já passou por tantas gerações e me ensinou a ser tão mente aberta. Um beijo também à lésbica mais querida do Brasel: minha irmã, minha metade, minha gêmula de cinco anos de diferença .

E você, é favor do amor?

23 anos, adora sinceridade e fala o que lhe dá na telha.

Talvez cê curta

66 Comentários

    1. Eu imagino 🙁 mas um dia isso vai mudar e ninguém mais vai passar por isso!
      Ahhhh, é meu shipp eterno, desde o começo da série eu shippava MUUUUUITO. Não tinha outra imagem melhor pra representar isso *.*

  1. Aquela musia do Lulu diz tudo, é valido toda forma de amor!
    às vezes a gente sofre por amar, ( que não é mais meu caso, to velha).
    Meu amor hj é pelas filhas…rsrsrs, O melhor e maior amor do mundo!
    Desejo a você um ótimo dia, com muita paz.
    Obrigada pela visita.
    Beijos coloridos!♥♥♥

  2. Em qualquer livro que fale sobre melhorar as energias o amor é sempre a maior delas, a que vibra mais longe, que abraça mais pessoas e conquista mais coisas.
    Tenho mesmo é que sentir mais amor pelas coisas que eu faço, lindo texto.

    Zíper Chique

  3. HAHAHA me abraça!
    Amar não é doença coisa nenhuma, e quem acha isso que deveria ser considerado doente. Pesquisei a definição de doença e cara, nada a ver isso de considerar homossexualidade com doença.
    Eu amo, eu sou livre, eu me apaixono por pessoas e isso não vai mudar.
    Postagem maravilhosa.

    Beijos!
    http://www.memorizeis.tk

  4. Ótima postagem! Estou com você nessa Sté e também levanto a bandeira LGBT. Acho que tem tanto mal no mundo e não entendo porque as pessoas se preocupam tanto em se meter na vida dos outros e não quererem deixar o amor acontecer, sendo que isso nem interfere a vida daqueles que se metem.

    http://www.biigthais.com

    Beijoos ;*

  5. Que maravilha esse post, Sté! A gente tem que levantar essa bandeira sim! É um absurdo que as pessoas ainda não entendam que amor é amor e ele é lindo! Espero que cada vez mais as pessoas se sintam livres para ser quem são. Espero que nós possamos ajudar a criar um mundo em que essas pessoas se sintam realmente livres e seguras para amar quem quiserem amar.

    Um beijo!
    http://www.heymaria.com.br

  6. AMEI o texto! Concordo com cada vírgula, tenho vários amigos gays e uma amiga lésbica, eles são normais, seres humanos, como nós, sem nenhuma doença, eles simplesmente amam, assim como nós amamos também. Esse padrão estereotipado pela sociedade é ridículo… Pra mim toda essa conversa de doença gay é pra desviar a atenção no que realmente importa… Beijokas 😉

  7. Linnnnnda, amei esse post.
    Me senti abraçada, de verdade.

    Obrigada por escrever tao bem sobre um assunto que deveria ser simples e normal, mas algumas pessoas costumam levar pra um lado mais difícil.

    Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *