Maria assistiu: Maze Runner – A Cura Mortal

 

Acho que nunca comentei aqui no blog sobre o meu amor por Maze Runner, eu lembro até hoje quando fui ao cinema sem escolher o filme e quando cheguei lá vi em Cartaz o filme Maze Runner – Correr ou Morrer e pensei: “ah, vai esse mesmo”, assisti sem expectativa alguma e no final saí do cinema muito empolgada por parecer que teria uma continuação.

E teve, Maze Runner – Prova de Fogo, que não assisti no Cinema, mas, logo que saiu na internet eu assisti, não é o melhor de todos, mas não é dele que vim falar, né? Soooorry!

Eu fiquei MUITO empolgada, mas MUITO mesmo! Criei grandes expectativas e olha… Não me decepcionei.

Logo no começo já percebemos que o filme vai ter muita ação, pois Thomas já de cara começa o filme tentando resgatar Minho, que foi pego no final do segundo filme e pra decepção dele (e nossa), ele não tem êxito. I Love Minho <3

Mas Thomas não desiste e resolve partir sozinho para resgatar Minho, mas é claaaaro que o Newt e seus amigos não o deixariam fazer isso sozinho, então o team decidi ir junto com Thomas.

E lá estava a última cidade que restara, CRUEL havia levantado um muro ao redor dessa cidade, não deixando ninguém mais entrar nela. Eles precisavam entrar lá para resgatar Minho e é claro que o coração de Thomas estava balançado com as chances de encontrar Teresa.

Neste exato momento ressurge um ser humano das cinzas e quando eu digo cinzas é literalmente das cinzas, gente, ele tinha morrido no primeiro filme. E ele era um completo idiota, mas, ele resolve ser bonzinho e ajudar Thomas.

Depois disso é só tiro e bombaaaaa! Infelizmente perdemos uma pessoa muito importante nesse filme, pelo menos pra mim 🙁

O desfecho do filme não me decepcionou em absolutamente NADA!

Recomendo muito que assistam! E quem não assistiu aos anteriores; assistam, vale a pena!

24 anos, adora sinceridade e fala o que lhe dá na telha.

Comenta aqui, miga!

Maria assistiu: The Good Doctor

Sinopse: A série mostra Shaun Murphy, jovem cirurgião com autismo e savantismo de uma pequena cidade onde teve uma infância problemática. Ele se desloca para se juntar ao prestigioso departamento de pediatria do Hospital San Jose St. Bonaventure, onde ele usa seus talentos para salvar vidas e desafiar o ceticismo de seus colegas. Ele é auxiliado por seu mentor e bom amigo, Aaron Glassman.

Essa é uma das séries que eu estava muito ansiosa para assistir, enfim tive um tempinho para assistir e assisti 10 episódios em um dia só! UFA!

A série conta a história de Shaun, um jovem cirurgião que é autista e também é diagnosticado com savantismo, um distúrbio psíquico com o qual a pessoa possui uma grande habilidade intelectual aliada a um déficit de inteligência. Migos, ele é extremamente inteligente!

O motivo de Shaun querer ser cirurgião é de encher os olhos de qualquer um de lágrimas: quando ela era mais novo perdera seu coelho e seu irmão, então ele deseja ser um cirurgião para salvar as pessoas, já que naquela época ele se sentiu impotente por não poder fazer nada.

É impossível não perceber a evolução do personagem a cada episódio, afinal, essa é a ideia da série: mostrar que o autismo não é um bicho de sete cabeças e que pessoas com esse transtorno podem sim viver como qualquer outra pessoa.

Acho que não preciso falar que amei a série né? Tô ansiosíssima pelos próximos episódios!

Alguém já assistiu?

24 anos, adora sinceridade e fala o que lhe dá na telha.

Comenta aqui, miga!

Maria assistiu: O espaço entre nós

 

O adolescente Gardner Elliot é o primeiro humano nascido em solo marciano. Mas ele deseja fazer uma viagem à Terra para conhecer a verdade sobre seu pai biológico, e sobre seu nascimento. Nesta jornada, ele tem o apoio de Tulsa.

Gardner, por mais estranho e incrível que possa parecer, nasceu em Marte e cresceu em meio a cientistas. Mas ele quer mais, ele quer conhecer seu pai biológico e quer conhecer a famosa terra e seus seres humanos terrestres.

Enfim ele conquista uma viagem à terra e vê nela a possibilidade de fazer tudo o que deseja: conhecer Tulsa (uma garota com quem ele conversa por vídeo) e encontrar seu pai. Gardner foge com Tulsa em busca de aventura e sobre quem ele realmente é.

Tulsa tem uma vida complicada, cresceu em abrigos e nunca conseguiu confiar em ninguém. Ela é o tipo de garota durona que não demonstra sentimentos, enquanto Gardner, que não sabe nada sobre isso fala sobre seus sentimentos sem medo algum, sem os joguinhos que nós humanos sempre acabamos fazendo, né?!

Nessa aventura, Gardner aprende o que é se arriscar e descobre um pouquinho como é a vida na terra. Os pequenos detalhes, os sentimentos, o mar, se sentir pesado e os pequenos prazeres de ser um terráqueo. Indico milhões de vezes esse filme, é puro amor!

Do que você mais gosta na terra?

24 anos, adora sinceridade e fala o que lhe dá na telha.

Comenta aqui, miga!