As nossas diferenças

as-nossas-diferencas-mariasabetudo

Eu amo as nossas diferenças.

Eu te conheci exatamente assim e eu sabia onde eu estava me metendo. Quer dizer, na verdade, você também sabia com quem estava lidando.

Lembro do dia em que te apresentei pra minha mãe e ela disse: “Você tem certeza que quer namorar com ela? Ela é difícil de lidar, viu?”. E eu não discordo dela. Mas você mesmo assim não desistiu de mim e aceitou, ali, o desafio de me desvendar.

E você conseguiu.

Você despertou em mim sentimentos que eu jamais imaginei que existissem em mim. Você fez de mim alguém melhor, me mostrou que pra ser feliz isso só depende da gente e da forma que enxergamos o mundo ao nosso redor.

E as diferenças onde entram nessa história?

Em nós.

Em cada pedacinho de nós dois. Somos duas metades completamente diferentes, mas que se completam. Isso a gente consegue comprovar só com o entrelaçar dos nossos dedos e ao nos encaixarmos perfeitamente quando deitamos de conchinha e colamos nossos corpos.

Eu amo cada detalhe teu que nos torna diferentes um do outro. Poderia passar horas e horas quietinha ouvindo você falar sobre os seus jogos e campeonatos. Ouviria também sobre as táticas que eu não entendo nadinha, mas eu entendo o quanto isso é importante pra você e eu me orgulho do que você é. E eu sei que você ouviria pacientemente sobre o meu dia e sobre todas as inspirações e afins a respeito do meu blog.

Os opostos se atraem e nós somos a prova disso, na verdade somos a prova de muita coisa e é exatamente por isso que eu te amo.

As nossas diferenças nos completam e é isso que importa.

23 anos, adora sinceridade e fala o que lhe dá na telha.

Comenta aqui, miga!

Eu te guardei

maria-sabe-tudo

Eu te guardei em mim, como um segredo bem guardado e passei o cadeado pra você não ousar fugir.

Às vezes eu penso que se nós tivéssemos tido mais tempo eu teria te convencido a ficar mais um pouquinho e quem sabe de pouquinho em pouquinho você ficasse pra sempre. Mas, tudo bem, sou bem crescidinha pra entender que o que tivemos não foi feito pra durar pra sempre.

Não durou o tanto que eu desejava, mas, significou muito mais do que eu poderia imaginar.

Você foi diferente de todos os meus casos, mesmo que eu estivesse ciente de que não passaria daquilo eu me permiti sentir.

E eu senti muito.

Não consigo encontrar uma palavra que defina o que tivemos, me vem a cabeça todas as palavras clichês possíveis, mas tudo o que passamos em tão pouco tempo não foi nenhum pouquinho clichê. Foi algo fora do normal, pelo menos pra mim.

Eu espero que eu tenha marcado na sua vida, não da forma que você marcou a minha, mas pelo menos o suficiente pra você lembrar de mim naqueles dias de bobeira em que você não estiver fazendo nada ou até mesmo quando você ouvir Beatles.

Confesso que você bagunçou a minha vida e eu que nunca fui chegada não me importaria de viver nessa bagunça.

Você se tornou a minha única exceção e eu sei que valeria a pena. E como eu sei? Eu simplesmente sei. Em todos os momentos que passamos juntos eu confiei na sua loucura, eu fechei os meus olhos em cada aventura maluca que você inventava. Eu coloquei minha mão no fogo por você.

E pra você eu me entregaria por inteira. Sem pensar duas vezes.

O mais gostoso disso tudo é que eu só tenho lembranças boas de você. E caso você sinta saudade tem um espacinho na minha vida pra sua bagunça.

23 anos, adora sinceridade e fala o que lhe dá na telha.

Comenta aqui, miga!

Eu não quero um final feliz

CQI990NSLK

Sabe aquele filme ou livro clichê em que o casal na maioria das vezes tem um final feliz? Eu não quero um final, eu só quero ser feliz com você. Simples assim. Quero dividir com você todos os meus momentos, sejam eles bons ou ruins. E eu quero também estar ao seu lado pra te dar apoio e te mostrar que eu sou mulher pra todas as horas e, que em todas as horas eu sou sua mulher.

E nem venha me dizer “até que a morte nos separe” quando nos casarmos, pois como você bem sabe eu odeio essa tal da morte e ai de você se ousar dizer isso!

Desde que te conheci não consegui encontrar graça em outra coisa a não ser esquecer meus olhos nos teus ou até mesmo me embalar no teu abraço feito uma criança carente e dormir por ali mesmo. Porque eu sinto que no teu abraço é o meu lugar, é o meu lar e eu poderia morar pra sempre ali no teu peito.

Nos teus braços eu me sinto segura, eu esqueço de tudo. A única coisa que eu ouço é o teu coração batendo conforme sua respiração e isso me acalma como se fosse uma música de ninar.

Não consigo pensar em um final pra isso, pois seria injusto não vivermos infinitamente esse amor que só cabe a nós.

Eu sinto que o que nós temos não vai ter fim, não teremos um final feliz.

Nós seremos felizes para sempre.

23 anos, adora sinceridade e fala o que lhe dá na telha.

Comenta aqui, miga!