Eu me encontrei no teu olhar

eu-me-encontrei-no-seu-olhar-mariasabetudo

E foi tão bom.

Nos últimos tempos eu andava meio perdida, mas aí o destino me fez esbarrar em você e olha no que deu. Não foi bem um esbarrão, você esteve por muito tempo ali, bem pertinho, só esperando que eu te notasse.

E não é que eu te notei?

Eu já ouvi isso em algum lugar e hoje faz todo sentido: “Eu notei que você estava me notando“.

Nós trocamos algumas palavras, nada demais, você até me perguntou se eu andava de skate e eu te respondi rindo que já havia tentado uma vez e tinha caído de queixo no chão. Mas ficou por isso mesmo. Nos cumprimentamos outras vezes, mas sem nenhuma expectativa, da minha parte. Mas nós tínhamos um amigo em comum e você o usou para se aproximar.

Meu aniversário chegou e eu só respondi o seu parabéns no facebook uma semana depois, pois desde aquela época eu já não curtia facebook. Quem lê acha que eu estava me fazendo de difícil quando na verdade eu não queria me envolver com ninguém, pois eu tinha acabado de sair de um relacionamento de dois anos.

Você se propôs a me ensinar a andar de skate. Eu topei. E pra minha surpresa você apareceu do meu lado na rua de skate. A partir dali você me ganhou.

Nós trocamos telefone e nos conhecemos melhor, nós eramos bem diferentes, mas como dizem por aí: os opostos se atraem. E essas nossas diferenças despertavam ainda mais o nosso interesse um pelo outro, era como se eu te completasse e vice-versa. Você topava todas as minhas loucuras e comigo não era diferente, nós ríamos de tudo, tudo era tão fácil quando estávamos juntos.

Você já me tinha da cabeça aos pés, mas ainda faltava uma coisinha pra que isso ficasse bem claro.

E como todo primeiro beijo clichê em frente ao portão, você me envolveu nos teus braços e eu senti que eu pertencia a você. Quando terminamos o primeiro beijo você me encarou e eu me vi ali, a sua frente, esperando outro beijo e desejando que aquela noite não terminasse.

E ela não terminou.

Hoje eu não consigo me ver em outro lugar a não ser em seu olhar.

24 anos, adora sinceridade e fala o que lhe dá na telha.

Talvez cê curta

90 Comentários

  1. Ai que lindo, eu adorei esse texto sobre pequeno romance, ele me transmitiu uma sensação tão boa sabe? Me fez pensar o quão bom é estar apaixonado, como esse primeiros encontros e gestos de reciprocidade nos despertam uma felicidade sincera e espontânea. Você tem um dom ♥

    http://www.leitecombiscoitos.com

  2. É bom ler, ao menos uma vez nessa blogosfera, algo “não trágico”, porque ultimamente os textos costumam ser meio que “fatais” demais nas conclusões.
    Gostei do texto, de como as situações foram apresentadas; isso me fez imaginar as cenas, como se eu estivesse lendo um conto ou um livro, apesar de ser um texto curto.
    Parabéns, ficou muito bom.
    brancobolcado.blogspot.com.br

  3. A senhora ultimamente tá cheia de sensibilidade por aqui, né? NOIS ADORA *-*

    esse muso inspirador deve se sentir muito orgulhoso de ter você do lado!

    beijo
    beinghellz.com

  4. Que texto lindo, Sté! ^^ É daqueles que causam um friozinho bom na barriga assim como o comecinho dos relacionamentos. Tantas dúvidas, incertezas e sentimentos bons. O mundo chegaria a ser perfeito se não fosse o tempo que teima em passar. Adorei o texto! =]
    Beijinhos ♥

    Contadora de Histórias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *