O nosso destino

É ficarmos juntos.

E eu sei disso desde a primeira vez que os meus olhos bateram em você. E me deu um nó na garganta quando você me disse oi, foi como se eu estivesse aprendendo a falar.

Na verdade, eu sinto que com você tudo é aprendizado: o primeiro abraço, o primeiro beijo. Todas as nossas primeiras vezes parecem as minhas primeiras vezes. E confesso que eu amei esse teu jeitinho de me ensinar. Não me arrependo do meu passado, eu sempre repito isso, mas eu adoraria que as minhas primeiras vezes tivessem sido suas.

Mesmo depois de algum tempo eu continuo sentindo aquele frio na barriga, principalmente quando ouço seus passos na minha garagem vindo em direção a minha porta. Fico ansiosa esperando você abrir a porta e me lançar aquele olhar de quem quer me ter, de quem já me tem.

São poucas as certezas que eu tenho e uma delas é de que você apareceu no momento certo. O momento até pode não ter sido o certo, mas você o tornou certo e continuou o fazendo ser certo. Tão certo que hoje nós somos o que somos, apaixonados, amantes e mais piegas impossível.

O meu destino e o seu não foram traçados na maternidade, mas agora não é apenas meu ou seu é o nosso destino.

23 anos, adora sinceridade e fala o que lhe dá na telha.

Talvez cê curta

78 Comentários

  1. Como disse outras vezes, seus textos me deixam um pouco depressiva haha, você escreve super bem, mas tô meio desanimada dessa questão de amor, casal… hahaha

  2. Aaaaaah Sté! Num mata a gente mulher!
    Que finalzão foi esse de que o momento pode não ter sido certo, mas se tornou certo! Cara, isso basicamente define as melhores coisas da vida, né? Quando a gente não tá esperando nem um pouco vem o danado do destino e se cruza com o destino de outra pessoa/coisa, e aí eles viram um só.
    Amei! Simplesmente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *