Começando com o pé direito

 

Eu sei, eu sei, não faz diferença nenhuma você ao levantar da cama pisar com o pé direito ou esquerdo, mas, nada que uma leve superstição possa melhorar o nosso dia, né?!

Mas, quando eu citei no título desse texto começar com o pé direito eu me referi a iniciar esse novo ano com novas energias ou até mesmo com novas perspectivas.

O ano é novo, mas quem faz dele melhor ou diferente é você.

Sabe aquilo tudo que te faz mal? Se afaste, se desfaça ou melhor ainda: corte pela raiz. Se você deixou alguma coisa pendente no ano que passou, tente resolver o mais rápido possível. Qualquer coisa que te prenda ou te faça perder o sono: essas são as coisas ruins que você deve se livrar.

O erro pode não ter sido seu, mas talvez seja a hora de seguir em frente e para conseguir fazer isso é necessário deixar o orgulho de lado e tentar resolver. Colocar os pingos nos is.

O peso pode te impedir de continuar, de fazer esse ano valer a pena.

E mesmo que não consiga desfazer todos os nós, você tentou e isso te deixará mais leve. Iniciar o ano assim é a melhor forma de garantir que ele valerá a pena, é como tomar um banho de mar; lavar a alma. E eu te garanto que não há nada melhor.

E você, começou o ano com o pé direito?

Comenta aqui, miga!

É hora de celebrar

 

Eu espero o ano inteiro pelo final de ano e não é só porque faço aniversário em dezembro, viu? É que nessa época do ano a maioria das pessoas ficam mais animadas com as comemorações e também pelos feriados, né?! Afinal, todo mundo merece uma folguinha!

Falando em folguinha a maria resolveu renovar as energias e voltar com o blog só a partir de janeiro, acredito que a maioria dos blogs dão um respirada nesse meio tempo, pois essa vida de blogueira não é nadinha fácil. Vocês que o digam, né?! (Eu sou a única pessoa que tem um blog e não se considera blogueira? Mas sim uma pessoa que compartilha seus gostos? Hahahaha)

Esse ano foi muito especial pra mim, conheci muita gente bacana através do blog e creio que jamais esquecerei de cada pessoa que visitou o meu cantinho e deixou um comentário por mais simples que fosse, mas de coração.

Eu desejo a todos vocês que acompanharam esse ano o blog da maria que sabe quase tudo MUITA luz e que no próximo ano nós estejamos por aqui, firmes e fortes, compartilhando tudo o que nós amamos e fazendo isso por paixão. Boas festas, meu povinho lindo!

Mas ó, não esquece de voltar aqui em janeiro, visse? Temos um encontro marcado!

Comenta aqui, miga!

Maria assistiu: O espaço entre nós

 

O adolescente Gardner Elliot é o primeiro humano nascido em solo marciano. Mas ele deseja fazer uma viagem à Terra para conhecer a verdade sobre seu pai biológico, e sobre seu nascimento. Nesta jornada, ele tem o apoio de Tulsa.

Gardner, por mais estranho e incrível que possa parecer, nasceu em Marte e cresceu em meio a cientistas. Mas ele quer mais, ele quer conhecer seu pai biológico e quer conhecer a famosa terra e seus seres humanos terrestres.

Enfim ele conquista uma viagem à terra e vê nela a possibilidade de fazer tudo o que deseja: conhecer Tulsa (uma garota com quem ele conversa por vídeo) e encontrar seu pai. Gardner foge com Tulsa em busca de aventura e sobre quem ele realmente é.

Tulsa tem uma vida complicada, cresceu em abrigos e nunca conseguiu confiar em ninguém. Ela é o tipo de garota durona que não demonstra sentimentos, enquanto Gardner, que não sabe nada sobre isso fala sobre seus sentimentos sem medo algum, sem os joguinhos que nós humanos sempre acabamos fazendo, né?!

Nessa aventura, Gardner aprende o que é se arriscar e descobre um pouquinho como é a vida na terra. Os pequenos detalhes, os sentimentos, o mar, se sentir pesado e os pequenos prazeres de ser um terráqueo. Indico milhões de vezes esse filme, é puro amor!

Do que você mais gosta na terra?

Comenta aqui, miga!