Amar não é doença

 

Eu sou a favor do amor.

Quando se trata de amor não existe sexo ou um padrão, é só amor. É algo simples, é um sentimento puro e verdadeiro, apenas.

Amar uma pessoa do mesmo sexo não deveria ser considerado errado ou até mesmo uma doença, deveria ser visto como realmente é: amor. E o amor é lindo, certo? Independente do fato de ser entre duas mulheres, dois homens ou não, pois continua sendo amor ou existe outro nome pra isso?

Não. O nome disso é amor.

O mundo vem evoluindo tanto nos últimos anos, mas há ainda quem discrimine a união entre duas pessoas do mesmo sexo, cá entre nós, muda alguma coisa não aceitar? “Mas Sté, parece que virou modinha ser gay” hoje em dia realmente existem mais gays, mas, porque eles se sentem a vontade de sair do armário, pois a aceitação de seus familiares e amigos é muito melhor do que antigamente.

Se você que está lendo esse texto é homofóbico, sinta-se a vontade para se retirar e nunca mais voltar aqui, pois eu levanto a bandeira LGBT com muito orgulho e vou à luta ao lado dessas pessoas que querem apenas a igualdade e não regalias como muitos dizem.

Aqui deixo um beijo enorme à minha mãe que já passou por tantas gerações e me ensinou a ser tão mente aberta. Um beijo também à lésbica mais querida do Brasel: minha irmã, minha metade, minha gêmula de cinco anos de diferença .

E você, é favor do amor?

23 anos, adora sinceridade e fala o que lhe dá na telha.

Comenta aqui, miga!