Maria assistiu: Death Note (Filme)

 

Em Seattle, o estudante do ensino médio Light Turner encontra um caderno nomeado como “Death Note“. Ele é visitado pelo deus da morte Ryuk, que lhe diz que ele pode causar a morte de qualquer pessoa que ele escreva no caderno e os meios de como eles morrem, desde que conheça seu nome e rosto. Ryuk convida Light a testá-lo em um valentão que está incomodando uma garota; o valentão é decapitado em um acidente pouco depois. Naquela noite, Light escreve o nome de Skomal, um criminoso que assassinou sua mãe; Skomal morre em um acidente semelhante. Mia Sutton, uma líder de torcida, pergunta a Light sobre o Death Note, e ele demonstra como isso funciona. Ela encoraja Light a usar o Death Note para livrar o mundo dos criminosos, melhorando a sociedade sob o disfarce de um deus conhecido como “Kira“. (Fonte: Wikipedia)

Hello pipous do meu coração <3 cês já assistiram o filme? Muita gente está falando mal dele, pois o filme foi baseado em um anime e bom, como o filme é norte-americano nós temos que imaginar que não vai ser 100% leal ao anime, certo? Eu não assisti o anime, então não posso comparar, mas venho aqui dar minha humilde opinião sobre o filme.

A história já me chamou atenção pelo seguinte fato: imagina que louco você encontrar um caderno onde você coloca nele o nome de qualquer pessoa e ela morre. E você pode colocar até como ela morrerá! Acredito que muitas pessoas não o usariam da forma correta, mas Light, (quem interpreta ele é o lindo e maravilhoso NAT WOLFF, desculpa gente eu tenho uma queda por ele), vê nele a oportunidade de exterminar pessoas como por exemplo: Skomal que assassinou sua mãe e estava solto.

Mas é óbvio que todas as mortes dos assassinos causados de uma hora para outra chamou atenção de L, um detetive enigmático que suspeita das ações de “Kira“. L, vai até Seattle tentar encontrar quem está por trás disso.

Eu recomendo, viu? Mas quem assistiu o anime e está com um pé atrás por conta dos comentários: não tenha preconceito!

E vocês? Se encontrassem este caderno, o que fariam?

23 anos, adora sinceridade e fala o que lhe dá na telha.

Comenta aqui, miga!